Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




por ermes, em 16.02.11

Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos

Mujeres al Borde de un Ataque de Nervios (1988)

 

 

 

 

 

Acabei à poucos minutos de ver um dos muitos filmes de um dos meus realizadores favoritos, "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos" de Pedro Almodóvar e com isso já passei uma noite bastante agradável. O filme conta com a presença da maravilhosa Carmen Maura e ainda com um jovenzito Antonio Banderas, entre outras.

 

Este filme é verdadeiramente hilariante. Já o tinha visto há uns anos atrás e hoje resolvi pegar numa das prendinhas de Natal que recebi o ano passado, que foram três filmes do realizador (incluindo este), e ver as "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos" que conseguiu fazer-me rir as gargalhadas. E isso soube tão bem! Há já algum tempo que não via uma comédia assim tão boa.

 

Confesso que quando era novo era anti-filmes-espanhóis. Na altura não sabia o que era bom e tinha um certo preconceito em relação a filmes de língua estrangeira (que não fosse o inglês). No entanto, tudo isso mudou quando um belo dia vi o filme "Tudo Sobre a Minha Mãe" (que tenciono revê-lo em breve). Nesse dia fiquei maravilhado com o filme e quis então conhecer toda a filmografia do realizador. Por isso, há uns anos atrás, quando trabalhava num clube de vídeo, tive a oportunidade de ver todos os filmes antigos do Pedro Almodóvar e aí tornei-me um verdadeiro fã das suas magnificas obras-primas. Adoro os seus filmes, adoro as histórias, a paixão que ele tem pelas actrizes, adoro os detalhes dos cenários, dos vestuários, enfim, Pedro Almodóvar é um verdadeiro mestre do cinema espanhol e eu tenho uma enorme devoção por ele.

 

Hoje, ao ver este filme, foi como se estivesse a vê-lo pela primeira vez pois já não me lembrava da história. Do desespero da Pepa (Carmen Maura) em querer falar com o seu amante Ivan. Do desespero da sua amiga que envolveu-se com terroristas. Do filho de Ivan e da sua namorada que visitam a casa de Pepa para alugar. Enfim... já quase nada me lembrava e foi bom recordar cada momento do filme. Foi bom rever o hilariante taxista que aparecia sempre nos momentos mais precisos. Foi tudo muito bom. Eu recomendo a visualização deste filme um dia desses quando tiverem tempo.

 

Eu, aqui por casa tenho mais filmes do Pedro Almodóvar e quando tiver tempo irei vê-los para matar saudades. Por agora termino o dia em grande e desejo-vos um bom cinema em casa...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2012
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2011
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ