Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




por ermes, em 31.03.11

Banda Sonora: Sucker Punch - Mundo Surreal

E hoje fui ver o filme "Sucker Punch - Mundo Surreal". Um filme do mesmo realizador do filme que vi ontem, o "300" mas que nada tem a ver com o "300".  Ou seja, eu adorei o "Sucker Punch" mas quanto à minha opinião ela vem depois. Para já, nesta secção que é a Banda Sonora, vou deixar-vos com a música inicial do filme. Chama-se "Sweet Dreams" e é cantada pela própria actriz Emily Browning que no filme interpreta a jovem Babydoll. O momento musical é lindo. Aliás, toda a banda sonora do filme é excelente, é 5 estrelas. Ora ouçam:

 

 

 

 

 

Dá vontade de colocar no inicio e ouvi-la do principio, não é verdade?! Então não se acanhem, ouçam as vezes que quiserem...

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 30.03.11

300

300 (2007)

 

 

 

 

 

[Ver trailer]

 

E só mesmo hoje é que tive a oportunidade de ver o filme "300". E só o vi porque amanha estreia o filme "Sucker Punch - Mundo Surreal" (que acho que vou ver), ambos os filmes realizados pelo Zack Snyder e também porque andaram a dizer-me que eu tinha que ver este filme mas... se eu não tivesse visto, acho que não teria perdido nada. E com esse comentário acho que já devem ter percebido que não, eu não gostei do filme. Não gostei mesmo!

 

Para começar o filme tem demasiada violência para o meu gosto. É muitos braços, pernas, cabeças cortadas e muitos exageros. O filme chama-se 300 mas o exercito dos espartanos parece ter para aí uma dúzia de gatos pingados, mas que são uns super-heróis, pois acabam com todos.

 

Não consigo bem explicar o porque de não ter gostado do filme mas há algo nele que não despertou qualquer interesse em mim. Por isso, as quase duas horas de filme foram um sacrifício para mim. Ainda bem que não perdi tempo em ir vê-lo ao cinema...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 30.03.11

Potiche - Minha Rica Mulherzinha

Potiche (2010)

 

 

 

 

 

[Ver o trailer]

 

E o segundo filme que vi ontem foi um filme francês chamado "Potiche - Minha Rica Mulherzinha", realizado pelo meu realizador francês favorito, François Ozon, ele que já fez grandes filmes que eu adorei. Para além de ser realizado por um homem que é para mim o Pedro Almodóvar francês, este filme conta uma das melhores actrizes francesas, uma verdadeira diva que é a Catherine Deneuve que eu também tanto adoro. O mesmo já não posso dizer do Gérard Depardieu, que na verdade nunca fui com a cara dele mas não interessa, "Potiche" é um filme verdadeiramente maravilhoso.

 

Eu adorei o filme. Uma vez mais o realizador entrou no mundo feminino e mostrou a força que as mulheres têm e o resultado foi fantástico. Nem sei o que mais dizer sobre o filme. Apenas deixo a sugestão para irem vê-lo, pois acho que esta é uma boa sugestão de cinema.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 30.03.11

Manhãs Gloriosas

Morning Glory (2010)

 

 

 

 

 

[Ver o trailer]

 

E ontem foi dia de sessão dupla de cinema. E o primeiro filme que vi, foi este "Manhãs Gloriosas", um filme muito divertido que conta com grandes nomes do cinema tais como Rachel McAdams, Harrison Ford, Diane Keaton, Patrick Wilson e Jeff Goldblum.

 

Como já disse, o filme é muito divertido e eu gostei. Acho que conta uma boa história e vale a pena ver. Eu gosto muito de todo o elenco e tenho um especial carinho pela actriz Rachel McAdams que não desilude neste filme, muito pelo contrário. Acho que consegue agarrar muito bem a sua personagem e simpatizamo-nos com ela. Quem também está muito bem é o Harrison Ford que construiu ali uma personagem que ninguém gosta dele e faz com que também nós fiquemos com um pé atrás em relação a ele.

 

Eu recomendo este filme. É uma comédia interessante com piadas inteligentes e que deixa-nos descontraídos. Enfim... na falta de melhor, arrisquem em ver este filme. Acho que não irão arrepender-se.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 30.03.11

Banda Sonora: Manhãs Gloriosas

E ontem fui ver o filme "Manhãs Gloriosas" com a actriz Rachel McAdams entre outros e quanto à minha opinião sobre o filme vem já a seguir. Para já vou deixar-vos com uma música da banda sonora do filme cantada por Natasha Bedingfield e que se chama Strip Me.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 28.03.11

Querelle - Um Pacto com o Diabo

Querelle (1982)

 

 

 

 

 

[Ver cena do filme]

 

De 1983, passei para uma sugestão de 82. E o filme eleito foi o "Querelle", um filme que por incrível que possa parecer, foi a primeira vez que o vi do principio ao fim. E digo "por incrível que pareça" porque gosto imenso de filmes de temática gay e vejo muitos filmes com essa temática. O "Querelle" é um filme de temática gay, ou não fosse ele, o personagem principal, um marinheiro que gosta de ser possuído por outros homens.

 

Lembro-me que há unas anos atrás, o filme passou na RTP 2 e eu assisti algumas cenas. Na altura as cenas que vi não despertaram assim grande interesse. Hoje, dediquei quase duas horas para assistir ao filme e a verdade é que não gostei do filme. Esperava algo diferente. Algo melhor, algo... enfim, não sei explicar. O que sei é que não gostei mesmo nada do filme. Para começar não gostei do ambiente velho, antigo do filme. Depois a história não fez sentido. Querelle torna-se um assassino e mata sem qualquer razão aparente. Depois há a relação que ele tem com o irmão que não se percebe nada. Há a paixão que ele tem pelo Gil que não convence. O final é desastroso. Enfim... A história não presta, as interpretações não convencem e este acaba por ser um mau filme que lá no fundo eu tinha esperança de gostar por ser um clássico do cinema gay.

 

Conclusão: eu não recomendo este filme mas se já viste e gostaste ou se tal como eu não aprecias-te nada do filme deixa aqui a tua opinião. Ficaria feliz em saber o que achas...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 28.03.11

Laços de Ternura

Terms of Endearment (1983)

 

 

 

 

 

[Ver o trailer]

 

E a minha maratona por filmes mais antigos continua. Desta vez o filme eleito foi o "Laços de Ternura", um filme de 1983 e que no ano seguinte conseguiu a magnifica proeza de ganhar cinco Oscars da Academia, o de Melhor Filme, Melhor Realização (James L. Brooks), Melhor Argumento, Melhor Actriz (Shirley MacLaine) e Melhor Actor Secundário (Jack Nicholson). Quem ainda esteve nomeada para a categoria de Melhor Actriz Secundária foi a actriz Debra Winger que desempenhou muito bem o seu papel de Emma Horton, a filha de Aurora, genialmente interpretada pela Shirley MacLaine.

 

Apesar de não gostar de Jack Nicholson e de normalmente ter o (mau!) habito de recusar ver filmes onde ele entra. Desta vez vi um filme do principio ao fim onde ele aparece e digo-vos que adorei imenso o filme. Adorei mesmo! Claro que não foi pela sua presença, pois eu não gosto mesmo dele. Acho que ele faz sempre o mesmo papelão nos filmes, o de homem convencido e mulherengo. O que gostei mesmo no filme foi a forte relação entre a mãe e a filha, ou seja, entre a Aurora e a Emma. Uma forte relação que começou desde muito cedo, era Emma ainda um bebezinho.

 

Adorei as personagens, adorei a história que acaba por ter um final triste mas... é a vida. Nem tudo é um mar de rosas. Eu recomendo este filme a todos os que realmente gostam de uma boa história de romance, drama e até mesmo um pouco de comédia. Este filme tem um pouco de tudo e vale mesmo a pena ver. Acreditem!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 24.03.11

Brasil - O Outro Lado do Sonho

Brazil (1985)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acabei hoje de ver este filme e... nem sei o que dizer. "Brasil - O Outro Lado do Sonho" é um filme super estranho, visto por alguém que também é estranho, enfim... isto dá um resultado algo surreal. Ainda estou a tentar perceber se gostei ou não do filme.

 

Eu vi este filme em duas partes e confesso que a primeira parte gostei imenso e diverti-me imenso. Só que hoje, quando via a segunda parte do filme, já não achei assim tanta piada. Achei o filme aborrecido. Ou talvez eu é que já estava aborrecido com outras coisas. Talvez terei que dar uma segunda oportunidade ao filme e vê-lo de uma só vez assim de seguida. Talvez o efeito seja outro. Não o achei assim mau de todo, até porque dou-lhe 3 estrelas mas... esperava algo diferente. E sinceramente não percebi o nome do filme, que não faz sentido nenhum em relação ao filme. Está certo que a música que ouvimos durante o filme é uma música sobre o Brasil mas daí a dar o nome Brasil ao filme acho um pouco estranho. Vou guardar o filme num DVD e um dia quando tiver tempo e com mais calma irei reve-lo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 24.03.11

Fanaa

Fanaa (2006)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bollywood tem das maiores industrias de cinema de todo o mundo e até há bem pouco tempo eu desconhecia por completo o cinema feito em terras indianas. Ao longo da minha vida já privei com diversas pessoas que têm o fascínio por filmes indianos e neste momento, tenho uma colega no trabalho que é fanática pelo cinema de Bollywood. Foi através dela que vi o meu primeiro filme indiano. Chama-se "Fanaa" e apesar de o ter visto com um pé atrás, com aquela ideia de que não iria achar piada nenhuma, a verdade é que fui apanhado de surpresa. Estava com um certo preconceito por ser de língua indiana mas todo o preconceito e todas as ideias más em relação ao filme foram-se embora assim que vi as primeiras imagens do filme e fui entrando na história. Acabei por gostar. Alias, gostei imenso desta primeira experiência em relação aos filmes indianos e tenciono repetir.

 

A história, bastante original, foi muito bem contada e os protagonistas, lindos de morrer, formavam uma dupla perfeita. Depois havia os momentos musicais, que a mim disseram-me para eu não dar muita importância a esses momentos mas foi dos momentos que eu mais gostei do filme. As músicas entraram-me na cabeça e fiquei depois a cantarola-las por aí. Que mais há a dizer? Eu adorei e recomendo. Para o cinema não vale a pena ter preconceitos. O que é bonito merece uma oportunidade de ser visto e felizmente eu tive a oportunidade de ver este grande filme que segundo a minha colega, esta no número um no seu Top 10 de filmes de Bollywood. Por alguma razão será! Agora que venha o próximo...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 23.03.11

Os Agentes do Destino

The Adjustment Bureau (2011)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E o segundo filme que vi ontem foi este "Os Agentes do Destino". Mais uma desilusão com o Matt Damon, sendo que há bem pouco tempo ele desiludiu-me com o novo filme do Clint Eastwood, o "Hereafter - Outra Vida". Para além de Matt Damon, este filme conta ainda com a participação de Emily Blunt e apesar de no filme ele tudo fazer para ficar com ela, não existe entre os dois aquela química necessária para acreditar no amor deles no grande ecrã.

 

Confesso que este filme deu-me sono e fiquei impaciente a espera que chegasse o final o quanto antes, pois não gostei da história do filme. Não consegui apreciar nada do filme e sai da sala mesmo desiludido com ele. Não que esperasse algo diferente mas ao menos esperava gostar do filme, o que não aconteceu. Enfim... Este não é o tipo de filme que eu recomendo mas vocês é que sabem...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 23.03.11

O Ritual

The Rite (2011)

 

 

 

 

 

 

 

Depois de uns dias sem meter os pés no cinema, ontem resolvi aproveitar a tarde para um sessão dupla de cinema. Infelizmente, como nos últimos dias não tem estreado assim grandes filmes de interesse, acabei por ver dois filmes que mostraram-se serem demasiado aborrecidos para mim. Ou seja, tanto um como o outro eu não gostei mas vamos falar do primeiro.

 

 

 

 

 

 

O primeiro filme que vi tem como protagonista o Anthony Hopkins, Colin O'Donoghue e Alice Braga e chama-se "O Ritual", um filme que fale de exorcismos mas não convence. Quem vê o trailer - pelo menos isso aconteceu comigo - pensa que vai ver um grande filme, mas depois, enquanto estamos a ver, até parece que estamos a ver um filme diferente. Um filme sem chama nenhuma, um filme aborrecido onde as cenas de exorcismo deviam ao menos surpreender-nos, assustar-nos mas nada disso acontece. As cenas são fracas em comparação com outros filmes de exorcismos. Eu não gostei do filme. Esperava mesmo algo diferente, algo muito melhor. Bem que já me tinham avisado que o filme era fraquito mas eu insisti em vê-lo pois poderia ter uma visão diferente do filme, mas isso acabou por não acontecer. É pena!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 21.03.11

Jogos de Prazer

Boggie Nights (1997)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje foi mais um dia em que aproveitei para ver bom cinema no conforto da minha casa. Desta vez peguei no DVD que uma amiga me ofereceu como presente de aniversário e passei uma tarde maravilhosa com um bom filme. "Boogie Nights - Jogos de Prazer" é um filme que tem muita gente conhecida tais como Mark Wahlberg, Julianne Moore, Burt Reynolds, John C. Reilly, Don Cheadle, Heather Graham, Philip Seymour Hoffman entre outros. E todos juntos, coordenados pela magnifica realização de Paul Thomas Anderson fizeram um trabalho magnifico. Um filme fantástico, que talvez por razões erradas o quis ver mas cedo descobri que o filme tinha imenso potencial e gostei imenso do filme num todo.

 

Tirando o "Magnólia", que foi preciso vê-lo duas vezes para eu gostar, eu não conhecia mais nenhum outro filme do realizador Paul Thomas Anderson. Nunca tinha ouvido falar desse "Boogie Nights" e é pena só agora o ter descoberto, pois o filme tem uma das actrizes que eu mais gosto, Julianne Moore, que como sempre é ousada nos seus papeis e a sua interpretação até teve direito a uma nomeação para os Oscars. Mark Wahlberg está também fantástico no seu papel de actor pornográfico. Gostei muito dele, assim como também gostei da personagem da Patinadora interpretado pela Heather Graham. Gostei da história. Acho que é convincente e capaz de cativar o público. Pelo menos a mim soube cativar do principio ao fim.

 

Sem dúvida alguma, este "Boogie Nights" foi um óptimo presente de aniversário. Foi uma óptima escolha pois eu adorei imenso e... enfim, devo confessar que os segundos finais do filme deixaram-me de boca aberta e... Quem já viu o filme deve saber o porque.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 17.03.11

Ana e as Suas Irmãs

Hannah and Her Sisters (1986)

 

 

 

 

 

 

Desde o momento em que vi o maravilhoso "Match Point" que tornei-me um verdadeiro fã do cinema de Woody Allen e desde então, todos os filmes que ele tem feito eu não tenho perdido nenhum, a excepção do "Scoop" que ainda não vi! Em relação aos filmes para trás do "Match Point" já vi assim alguns dos anos 90 mas nunca tinha visto nenhum dos anos 80. Ontem, resolvi aceitar mais uma sugestão e acabei por ver um filme de 1986 realizado e interpretado pelo Woody Allen. O filme foi "Ana e as Suas Irmãs" uma deliciosa comédia que por momentos conseguiu-me animar um pouco.

 

Eu confesso que não sou grande fã do Woody Allen como actor. Não vou muito com a cara dele mas neste filme até gostei do seu papel de hipocondríaco. Foi engraçado vê-lo a ele e as relações entre as irmãs e os respectivos maridos/namorados. Eu gostei do filme!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 17.03.11

O Beijo da Mulher Aranha

Kiss of the Spider Woman (1985)

 

 

 

 

 

 

E no outro dia acabei por ver mais um filme recomendado pelo meu amigo. Um filme do anos 80 e que gostei mesmo muito. O filme chama-se "O Beijo da Mulher Aranha" e tem como protagonistas William Hurt, Raul Julia e Sonia Braga. Vi-o pela primeira vez e fiquei rendido ao filme. Fiquei mesmo preso nas teias da aranha e questiono-me, porque é que eu não vi este filme mais cedo?

 

William Hurt está fantástico no papel de um homossexual. Está mesmo tão convincente no seu papel que chegamos a acreditar que ele apaixona-se de verdade pela personagem interpretada pelo Raul Julia. Os dois formam uma dupla perfeita e os diálogos entre os dois são maravilhosos. Enfim, eu recomendo este filme a todos aqueles que gostam de bom cinema.

 

Este filme conseguiu tocar o meu coração. Por diversas razões fiquei com carinho especial em relação a ele mas... vejam o filme e depois deixem aqui a vossa opinião.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 14.03.11

Quarto com Vista Sobre a Cidade

A Room with a View (1985)

 

 

 

 

 

 

E hoje peguei numa sugestão de um amigo e resolvi ver este "Quarto com Vista Sobre a Cidade", um filme que vi pela primeira vez e que conta com a presença de Maggie Smith, Helena Bonham Carter, Julian Sands entre outros. Como tenho uma certa teimosia com filmes já antigos, este meu amigo anda a sugerir-me alguns filmes que ele acha que eu vou gostar. Por isso, ele anda a pegar em alguns filmes dos anos 80 e anda a sugerir-me o que é bom. Aumento a minha cultura sobre cinema e vejo bons filmes, como foi o caso deste.

 

Gostei muito da subtileza como foi contada esta bonita história de amor e Helena Bonham Carter, que é uma actriz que eu gosto muito, está muito bem no papel da jovem Lucy. Este é um filme que eu recomendo. São quase duas horas  de filme, mas são duas horas muito bem passadas em que ficamos ansiosos a espera que tudo termine bem. Bom filme!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 10.03.11

Lost in Translation - O Amor é um Lugar Estranho

Lost in Translation (2003)

 

 

 

 

 

 

Depois de ter sido surpreendido pela negativa com o ultimo filme de Sofia Coppola ("Somewhere"), eis que resolvi ver a segunda longa-metragem da autora/realizadora e sou apanhado de surpresa pela positiva. "Lost in Translation - O Amor é um Lugar Estranho" conseguiu captar a minha atenção e eu gostei do filme. Não posso dizer que seja dos meus filmes favoritos, mas acho que esta um filme muito bem conseguido. Que fala de uma bonita relação de amizade entre duas pessoas que aparentemente vivem num mundo de solidão.

 

Eu não sou grande fã de Bill Murray mas confesso que neste filme até gostei do seu desempenho. Talvez por o seu registo não ser o lado cómico que normalmente ele costuma desempenhar. A Scarlett Johansson esteve fantástica como sempre e entre os dois, apesar das diferenças de idade havia uma química. Isso funcionou muito bem e talvez por isso é que gostei do filme.

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 07.03.11

Em Carne Viva

Carne Trémula (1997)

 

 

 

 

 

 

E nestes últimos dias tenho assistido a alguns filmes do realizador Pedro Almodóvar. O último, foi este "Em Carne Viva" que já o tinha visto há uns bons tempos atrás. Não me lembrava muito bem da história e foi bom recordar. Não é dos meus favoritos do Almodóvar mas gosto imenso deste filme.

 

"Em Carne Viva" tem um inicio fantástico com a participação especial de Penélope Cruz. Depois a história desenrola-se de uma forma fantástica como só o Almodóvar sabe contar. As personagens estão muito bem construídas e interligam-se umas com as outras maravilhosamente. Enfim, este é mais um filme do Almodóvar que eu recomendo. Não tem uma diva como a Carmen Maura, a história não se centra no universo feminino que ele tanto gosta de explorar mas o resultado é na mesma um filme surpreendente. Vale a pena assistir.

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 03.03.11

Rango

Rango (2011)

 

 

 

 

 

 

E depois de uma sessão que foi um tédio eu parti para a animação e este "Rango" foi pura diversão.

 

Eu adorei o filme. Foi muito divertido. Gostei imenso das personagens e conta uma boa história. A lagartixa, ou a lagarta ou seja lá o que é o Rango, é muito divertida e conseguiu fazer-me rir. O que foi bom!

 

Eu recomendo este filme. Vale mesmo a pena passar alguns minutos de pura diversão. Acreditem!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 03.03.11

Somewhere - Algures

Somewhere (2010)

 

 

 

 

 

 

Hoje saí do casulo chamado casa para assistir a uma sessão dupla de cinema. O primeiro filme foi este "Somewhere - Algures". O novo filme de Sofia Coppola que conta com a presença de Stephen Dorff e Elle Fanning e que conseguiu a magnifica proeza de ser o vencedor da 67ª edição da Mostra Internacional de Arte Cinematográfica de Veneza.

 

Na sala, do Cinema City do Campo Pequeno, estava eu sozinho a ver um filme e só não cortei os pulsos porque não tinha nada à mão. O filme é mau! Muito mau! Todo o filme é um conjunto de sequencias estáticas sem qualquer acção. A verdadeira história em si demora a desenrolar-se e quando surge nada muda no filme. As sequências paradas mantêm-se. O filme é demasiado penoso para ser visto. A história é fraca, o desempenho dos actores não se pode dizer que seja bom, pois as próprias personagens são fracas. Enfim... já deu para perceber que este não é um filme que eu tenha realmente gostado.

 

Por incrível que pareça, eu nunca vi o "Lost in Translation", um filme da realizadora e que muitos falam bem dele. Por aquilo que tenho ouvido, o filme fala da solidão, tema também abordado neste "Somewhere". Eu já tenho o "Lost in Translation" em casa, mas depois de ter visto este filme tão fraco da realizadora, tenho mesmo receios de perder tempo em ver outro filme da realizadora. Será que valerá a pena? Eu vou de qualquer forma arriscar. Só espero que seja bem melhor do que este, pois eu não recomendo este filme a ninguém. Só se alguém quiser passar 97 minutos de puro tédio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


por ermes, em 02.03.11

A Princesa Prometida

The Princess Bride (1987)

 

 

 

 

 

 

E esta tarde não tinha o que ver e por isso aceitei a sugestão de um amigo que assim de repente disse-me para eu ver "A Princesa Prometida". Antes de o ver, primeiro fui ao YouTube ver algumas imagens do filme e como achei piada algumas cenas que vi, dediquei algum tempo desta tarde para ver o filme e não me arrependi. Gostei do filme! Estava mesmo a precisar de algo divertido para animar a tarde e o filme caiu que nem ginga.

 

Se já tinha visto esse filme? Não faço ideia. A cara do actor principal não me é estranha. Penso que já o vi em outros filmes mas não me lembro deste filme. Ou então já o vi há tanto tempo que já o esqueci. Mas isso não interessa. O importante é que foi bom acompanhar a história que o avó conta ao neto sobre uma noiva prometida. Gostei muito do personagem espanhol que ficou durante 20 anos a preparar a sua vingança. Enfim, foi um bom filme para ver esta tarde...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2012
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2011
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ


subscrever feeds